Diego desabafa: “Se tiver que andar escoltado, vou me sentir cômodo”

O Flamengo fez um de seus melhores jogos taticamente falando. Foram dois gols de Vinicius e um de Diego. O que chamou atenção durante a partida, foi o empenho dos jogadores. Sem dúvidas, a “raça”, tão cobrada pela torcida, não ficou faltando. Ao marcar o terceiro gol, Diego ão abraçou nenhum dos companheiros. Pediu espaço e cruzou todo o gramado e comemorou nos braços da torcida rubro-negra presente no Castelão. Em tom de desabafo, ainda se ajoelhou diante da arquibancada, fazendo reverência. Ao fim da partida, ainda no gramado, concedeu entrevista aos repórteres:

— Quando escolhi jogar aqui, estava decidido. Estou realizando um sonho. Então, se tiver que andar escoltado, eu e meus familiares, para vestir essa camisa, vou me sentir cômodo. É um clube maravilhoso. Em momento nenhum pensei em deixar esse clube. 

 

Questionado se os incidentes desta semana o fizeram cogitar deixar o Flamengo, Diego disse que jamais pensou na possibilidade e fez juras de amor à torcida:

— Nada vai mudar. Eu amo esses torcedores. Jamais vou esquecer os momentos que me proporcionaram. Não foi uma quase agressão, houve agressão. Mas não podemos generalizar. A torcida do Flamengo é maravilhosa. Gostaríamos de corresponder. Nem sempre conseguimos. Podemos errar na pontaria, mas jamais por omissão. Temos que botar a cara e lutar para que existam outros dias como o de hoje. A torcida deu uma aula hoje de como apoiar. Mais que merecido para ele.

O Mengão volta a campo na quarta-feira (02), contra a Ponte Preta. A partida será válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Mauricio Barbieri não poupou os titulares nesta partida e tudo indica que também irá com força máxima contra a Macaca.